Alice Haev

A menina com dificuldades com a tal comunicação, de mãos pequenas que ainda seguram o martelo, de língua solta e uma paciência questionável

Description:

Nome: Alice Haev
Idade: 16 primaveras
Raça: Humana (Iluskana)
Cabelos: Castanhos claros
Pele: Branca
Altura: 1,50.
Divindade: Gond, Moradin, Ilmater
Classe: Construtora
Profissão: Demolidora mas construtora nas horas vagas
Origem: Distrito das engrenagens, Águas profundas
Ligações: Gangnoll os encrenqueiros, Beleethe Kheldorna, Corinne e Alukk Dannath, Macacolan, Raffaello mão de vaca, Zeth o perdido, chifudo vermelho, O martelo e a Pena.
Tendencia: Neutro e Bom.

Bio:

Dezesseis primaveras de marteladas e muitos projetos que saíram muito errado, meu nome é Alice Haev, ou para os mais próximos, Alice Lataria. Desde que me lembre, sempre morei no O martelo e a pena, meu pai e minha mãe são uma grande dupla no ramo de todos os tipos de itens que podem ser construídos com metal e um pitaco de magia em Águas Profundas. Estamos localizados obviamente no distrito das engrenagens, lugarzinho feio, que mais parece um amontoado aleatório de caixas de metal. Nossa casa/loja não é nada diferente disso, é só um pouco mais torta e barulhenta que as demais, nossos grandes funcionários, nem tão grandes assim colocam em andamento a criação de boa parte dos itens da loja, quinquilharias e enfeites, espadas e escudos, utilidades e inutilidades que o pessoal encomenda aqui. No total são 7 famílias de gnomos de todos os tipos, a maioria, bem alegre e barulhenta, ótimos amigos e exímios artífices. Minha mãe, é uma admirável maga, domina muito bem aquilo que estuda e acredite, ela estuda muito, é super sistemática mas nada nela é mais exagerado que o carinho que ela tem por todo esse pessoal. Já meu pai, é um tanto folgado, até ele ter alguma ideia mirabolante que vai tirar seu sono por umas 2 semanas, minha mãe diz que somos iguais, não acho que ter ficado acordada por 4 dias observando a anatomia de um cachorro e estudando seus movimentos para reproduzi-los com metal seja algo relevante.

Sempre estive aqui, construindo e projetando algo para passar o tempo, sob os olhos cuidadosos da minha mãe ou o olhar critico do meu pai, sempre um passo diante o outro, sigo andando pra frente, mas sinto que tem algo faltando, para chegar aonde chegaram, vou descobrir, aprimorar, e chegará o dia em que irei superara-los.

Depois dos sumiço de meu pai, continuamos com nossos dias comuns como se nada estivesse diferente, bom, pelo menos tentamos. Uma parte da nossa vida havia sumido, foi triste seguir assim, sem inovações, sem gritos de Eureca, sem Sevin. Tentei tomar esse papel, estamos até indo bem, estou otimista, já fiz várias coisas, mas nada preenche a saudade que sentimos dele.

Distrito das Engrenagens 1526 dia 19 de Mirtul

Completei minha 11ª primavera, papai me deu um excelente presente, ele disse que ainda está em fase de teste, por isso acho uma ótima ideia testar isso num lugar mais aberto e espaçoso, vou chama-la de Akia, sei que não é lá o nome mais criativo, mas é simples e só de ouvir da pra ter uma noção do que se trata, ela é toda de metal tem um bico pontudo e afiado (não colocar o dedo) as garras não são afiadas (pra ter menos lugar onde cortar o dedo) mas são pontudas (tomar cuidado pra não se espetar) ela tem asas grandes que parecem pesadas mas não são (não tem nada que machuque), e o melhor de tudo ela faz TUDO sozinha, papai a construiu, disse que usou alumínio para parte das asas e aço para que ficasse firme, na parte central usou tântalo e um cristal especial onde mamãe deu a vida. Me deram também esse caderninho legal, pra anotar tudo de importante, inclusive as mil e uma anotações antiperigo e ferimentos que a mamãe me obriga a lembrar. Bem, sair na rua pra testar projetos não está na lista, então….vamos lá!!!!!

Distrito das Engrenagens 1529 dia 15 de Alturiak

Pai, as cores da casa estão se apagando com o passar dos dias, aquele ar animado está escapando pelas janelas e não há nada que possamos fazer a não ser deixa-lo ir, cai uma rajada branca do céu, e você não voltou pra casa, já era tempo de mandar notícias ou aparecer, era só uma venda num lugar próximo. Todos estamos preocupados menos minha mãe, sentada na janela lendo um livro qualquer, sua tranquilidade me deixa nervosa, eu sei que preciso entender que ela sempre é assim, mas me incomoda, espero que chegue logo.

Distrito das Engrenagens 1529 dia 18 de Alturiak

Ela está tentando me acalmar, eu sei disso, mas não consigo sabendo que você ainda não está em casa como prometido à alguns dias atrás.

Distrito das Engrenagens 1531 Kythorn

Nós chegamos à decisão, está na hora de ir a sua busca, começarei em Yartar, a feira do aluguel parece um bom lugar onde se encontra pessoas de que você precisa. Espere, mas não muito, por que eu vou te encontrar.

Alice Haev

Manual Prático de Como Ser Um Herói – Vol. 1 tanabejuju